Marrakech Guide – Hotspots Imperdíveis

Marrakech tem sido um destino hype para os franceses, desde os anos 30, para escapar do  frio intenso dos meses de inverno . Nos anos 60,  personalidades como Yves Saint Laurent, Catherine Deneuve,  Rolling Stones, boêmios e artistas passaram a frequentar a cidade, tornando-a um destino boho chic internacional. A cidade é mesmo encantadora e impresciona por estar no meio do deserto e ter tantos  jardins com larajeiras pelas ruas e um perfume de rosas no ar.  

Abaixo, fiz uma relação de hotspots imprescindíveis para que você possa conhecer o que a cidade tem de mais especial!

1) Museu Yves Saint Laurent

Fundado para conservar o patrimônio do trabalho de YSL _cujas criações pertencem à história do século XX_ e sua relação com Marrakech . Foi no seu atelier local que o estilista desenvolveu suas principais coleções inspiradas na arte, literatura e teatro. O espaço de 400 m² abriga uma exposição permanente de suas legendárias criações e também duas galerias com exposições temporárias que oferecem oportunidades para jovens artistas de Marrocos e para outros nomes consagrados internacionalmente.

www.museeyslmarrakech.com

2) Villa Majorelle (Jardin Majorelle + Musée Berbère )

A Villa Majorelle é um jardim botâncio projetado em 1924, pelo pintor francês Jacques Majorelle e abriga diversas espécies de plantas coletadas pelo artista ao redor do mundo. O azul especial que Jacques utilizou para pintar a casa e os detalhes do jardim foi nomeado em sua homenagem Azul Majorelle.  Em 1980, Yves Saint Laurent e Pierre Bergé compraram o local, salvando-o de um projeto de hoteleiro: “Fomos seduzidos por este oásis onde as cores de Matisse se misturam com as da natureza” YSL.

Em 2011 foi inaugurado no antigo estúdio de pintura de Jacques Majorelle , o Museu de Arte Bárbara. A coleção tem mais de 600 objetos coletados durante anos pelo casal Pierre Bergé e Yves Saint Laurent que dão um panorama da criatividade riqueza e diversidade dessa cultura ancestral que mantém suas raízes até os dias de hoje.

www.museeyslmarrakech.com/fr/fondation-jardin-majorelle/

3) Grand Cafe de La Poste – Belle Époque

Um dos mais tradicionais cafés de Marrakech, construído nos anos 20, onde funcionavam os correios da cidade. É uma viagem cheia de charme ao passado, com um mood da Belle Epoque das antigas colônias francesas. Recentemente inaugurou o terceiro andar para drinks e jazz . O menu é um mix de bistrô francês e cozinha marroquina.

www.grandcafedelaposte.restaurant

4) Bo & Zin – Vibe Zen Contemporânea

Must go em Marrakech para um jantar animado por música boa e super atmosfera ! Decor contemporâneo cheio de salas amplas e jardins . O menu revela um mix bem elaborado entre a cozinha asiática e francesa. Após o horário do jantar, vira uma balada bem animada com público acima dos 30.

www.bo-zin.com

5) La Maison Arabe – Romantic Feels

Jantar das Arábias, à beira da piscina, com iluminação indireta e comida marroquina com sotaque francês! O ambiente é bem intimista. Música local instrumental, ao vivo traz um charme especial à noite. Super opção para um jantar a dois!

www.lamaisonarabe.com

6) Quattro – Entre Sul da Itália e Marrocos

O restaurante Quattro, dentro do Four Seasons de Marrakech, é uma opção para quem quer variar um pouco da comida local e se deliciar com pratos típicos do sul da Itália, feitos com ingredientes sazonais  e uma leve pitada de cultura gastrônomica local. O ambiente é contemporâneo com vista para o lindo jardim do hotel. O chef italiano, super simpático, veio pessoalmente até a mesa para entender a minha restrição alimentar e improvisou as receitas para que pudesse experimentar as massas!

www.fourseasons.com/marrakech/dining/restaurants/quattro

7) Comptoir Darna – Live Show e Club

Para um jantar típico das caravanas árabes antigas, com shows ao vivo de dança do ventre, dançarinas com lustres de velas nas cabeças e outras peculiaridades da cultura local levada ao status de enterneinant. Menu eclético com opções internacionais e também pratos locais. Depois da meia noite, o clube no segundo andar se anima ao som de djs e drinks .

www.comptoirmarrakech.com

8) Palácio Bahia – Uma Homenagem de Amor

Bahia é uma palavra árabe que significa bela e inteligente. O Palais Bahia é uma homenagem de amor do sultão para sua esposa preferida. Construído, no final do século XIX , com o objetivo de ser o palácio mais impressionante de todos os tempos, é uma das obras arquitetônicas mais importantes de Marrakech. São 8 hectares com 150 quartos unidos por diversos pátios e jardins. Os mosaicos manuais no teto, chão e paredes são imprescionantes e verdadeiras obras de arte.

9) Souk

O Souk de Marrakech é um labirinto de pequenas ruas com diversas lojas de artesanato local onde você pode comprar tapeçaria, couro, decor para casa e lindos caftans. É preciso manter os olhos abertos para não se perder e encontrar os verdadeiros tesouros do mercado, com um certo cuidado para não comprar gato por lebre. Também é o lugar para negociar, nunca aceite o preço inicial e tenha sempre cash porque os melhores artesãos não aceitam cartão.

10) Le Jardin

Uma vez no Souk, sugiro almoçar no Le Jardin, um oásis de frescura no centro de um edifício do século XVI . A modesta porta do lugar esconde um amplo jardim com pequenas salas de estar ao ar livre. O decor mistura o espírito dos anos dourados de Marrakech (1960-1970) com design europeu. Cardápio descontraído com sanduíches, pratos marroquinos e o milk shake de abacate, hit local!

www.lejardinmarrakech.com

11) As Ruínas do Palácio EL Badi

O Palácio El Badi ( O Incomparável) é um conjunto arquitetônico construído
no final do século XVI pelo sultão para celebrar a vitória sobre o exército português. O enorme pátio, hoje em ruínas, preserva um grande lago com jardins de tangerinas e dá uma ideia do esplendor que foi este local no passado. O edifício possuia mais 300 quartos decorados com ouro, turquesas e cristais. Recomendo fazer a visita com um guia para que você possa visitar todo o palácio e não se perder nos labirintos dos calabouços.

Não esqueça de subir a muralha para contemplar a vista maravilhosa!

Melhor com Guia!

Marrakech é um lugar encantador, mas pode ser um tanto difícil achar os lugares, alguns espaços são propositalmente labirínticos. O trafego é uma loucura, com carros, carroças e camelos circulando pelas ruas. A língua oficial é árabe e francês, com excessão dos hoteis e restaurantes, as pessoas, em geral, não falam inglês nas ruas o que torna a presença de um guia fundamental.  As filas para entrar nos museus também são muito longas e o que torna a presença de um guia oficial fundamental, pois eles tem acesso a uma bilheteria exclusiva e sem filas. Eu usei os serviços da Morocco Imperial, fundada por uma brasileira com guias que falam português!

www.moroccoimperial.com

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close